Transferências inter-regionais unidirecionais para LACNIC

Idioma Original Español Data Publicação 02/02/2017 Última Modificação 02/12/2016
Período de últimos comentários Não aplicável Data de ratificação Não aplicável Data de implementação Não aplicável
Estado Em discussão Baixar TXT PDF XML DOCX
Ver outras versões 1.0 2.0 (comparar)

Autores

Nome: Daniel Miroli
E-mail: daniel@iptrading.com
Organização: IP Trading

Dados da Proposta

Tipo Política: LACNIC
Id: LAC-2017-2
Última versão: 2
Apresentada em: LACNIC 27 Apresentações:

Resumo

Permitir as transferências de endereços IPv4 originados em outros registros regionais apenas no sentido para LACNIC.

Justificativa

Todos os RIR exceto AFRINIC esgotaram a disponibilidade de IPv4, a única solução para este problema é a sua substituição pelo IPv6, mas a realidade é que a sua implementação nas redes comerciais é mais lenta do esperado, esta situação afeta em termos econômicos e de desenvolvimento a diversos operadores, que buscam soluções para problemas como a implementação de NAT ou a compra de IPv4 de acordo com as políticas de transferências de cada RIR. Em estudos realizados recentemente em RIPE e ARIN, é demonstrado que os operadores que adquirem IPv4 tem maior crescimento no uso do IPv6, o que evidencia que um operador aumenta sua rede de IPv4 quanto mais usa IPv6, de modo que um operador que consegue aumentar o seu número de IPv4 não está atrasando o uso do IPv6, mas aumentando-o.

As políticas atuais de transferências de LACNIC (intra-regionais) aliviam minimamente a necessidade de IPv4, portanto as ofertas na região estão baseadas na disponibilidade dos membros de LACNIC de oferecer os recursos que tiverem em excesso.

A realidade evidencia a pequena quantidade de recursos disponíveis para transferências em LACNIC, o que é traduzido em um crescimento menor das redes e econômico da Internet. Uma política de transferências inter-regionais no sentido “unidirecional para LACNIC”, daria a oportunidade a um número grande de operadores da região de adquirir recursos e registrá-los devidamente dentro de LACNIC ao mesmo tempo que suas redes cresceriam e acelerariam a penetração e o uso do IPv6.

Texto

Texto Atual:
2.3.2.18.3.- Ante uma solicitação de transferência de um bloco IPv4, LACNIC deverá verificar que a entidade fonte seja efetivamente a titular desse bloco segundo conste nos registros de LACNIC. O solicitante aprovado e a entidade transferidora deverão apresentar a LACNIC uma cópia do documento legal que respalde a transferência.

Texto proposto:
2.3.2.18.3.(v.1) - Ante uma solicitação de transferência de um bloco de endereços IPv4 cuja fonte esteja na região de LACNIC, LACNIC deverá verificar que a organização que transfere o bloco é efetivamente a titular desse bloco segundo conste nos registros do LACNIC. Se a fonte da solicitação de transferência estiver dentro de uma região cujas políticas RIR permitem a transferência de endereços a LACNIC, LACNIC irá aceitar a verificação do RIR da fonte de que a fonte é o titular desse bloco. O solicitante aprovado e a organização transferidora dos recursos deverão apresentar a LACNIC uma cópia do documento legal que respalde a transferência.

Texto Atual:
2.3.2.18.4.- LACNIC manterá um registro de transferências de acesso público, de todas as transferências de blocos IPv4 registradas perante ele. Esse registro deverá conter a data da operação, a entidade fonte da transferência, a entidade destino e o bloco transferido.

Texto proposto, 2.3.2.18.4 (v.1).- LACNIC manterá um registro de transferências de acesso público, de todas as transferências de blocos de endereços IPv4 registradas perante LACNIC. Esse registro deverá especificar a data em que foi realizada cada transação, a organização fonte da transferência, o RIR de origem, a organização receptora e o bloco transferido.

Texto Atual:
2.3.2.18.6.- Um bloco previamente transferido não poderá ser subsequentemente transferido durante um período de um ano a partir da data de operação assentada no registro de transferências. O mesmo é aplicável para seus sub-blocos, isto é, blocos que agrupem um subconjunto dos endereços IPv4 contidos no bloco.

Texto proposto:
2.3.2.18.6. (v.1)- Um bloco previamente transferido sob esta política não poderá ser subsequentemente transferido durante um período de um ano a partir da data de operação assentada no registro de transferências. O mesmo é aplicável para seus sub-blocos, isto é, blocos que agrupem um subconjunto dos endereços IPv4 contidos no bloco.

Informações Adicionais

ARIN exige reciprocidade, de modo que esta política não se aplicaria aos originadores de ARIN.
APNIC requer uma política compatível e APNIC, hoje, processa transferências com NIRs como CNNIC e VNNIC, os que autorizam transferências entrantes.
Tudo indicaria que RIPE permitiria transferências unidirecionais para os membros de LACNIC.

Tempo de Implementação

Urgente

Referências

Quando em referência a uma troca com AFRINIC foi solicitado a um membro do RIPE que desse a sua opinião sobre as políticas de transferência em apenas um sentido, Sander Steffan disse:
“Sem emitir uma opinião na atual proposta de política, posso dizer que seria compatível com as políticas de transferência de RIPE, espaços de endereços podem ser re-alocados para um outro possuidor de recursos que seja membro de um registo que permita transferências. Se AFRINIC permitir transferências para dentro, consequentemente RIPE permite transferências para fora.

Estudando o Mercado de Transferências do IPv4: Transferências Reportadas
https://labs.ripe.net/Members/ioana_livadariu/studying-the-ipv4-transfer-market

Requisitos de reciprocidade de ARIN
http://lists.arin.net/pipermail/arin-ppml/2017-January/062351.html

Declarações de RIPE sobre transferências entrantes na lista de AFRINIC

https://lists.afrinic.net/pipermail/rpd/2017/006323.html

Notas Públicas da equipe de LACNIC

ANALISE DE IMPACTO PELA EQUIPE DE LACNIC - Proposta LAC-2017-2 - versão 2

Interpretação da proposta pela equipe de LACNIC
--------------------------------------------------
Aplicação da seção 2.3.2.18
----------------------------
Será aplicada nos casos em que uma organização fonte solicite realizar uma transferência de um bloco IPv4 para uma organização na região de LACNIC. A organização fonte pode pertencer a nossa região ou a uma região cujas políticas RIR permitem a transferência de endereços para LACNIC.
Isto pode evoluir segundo as alterações nas políticas de cada RIR.
Esta política não é aplicada nos casos de "Uniões, aquisições ou vendas entre ISP ou Usuários Finais (seção 2.3.2.17)”.

Alteração do texto atual
------------------------
De acordo com as alterações apresentadas na proposta 2017-2, o manual de políticas aparecerá na seção seguinte como mostrado abaixo:

• O conteúdo da seção 2.3.2.18.3 é substituído por: Diante de um pedido de transferência de um bloco de endereços IPv4, cuja fonte estiver na região de LACNIC, LACNIC verificará que a organização que transfere o bloco é de fato a titular desse bloco de acordo com os registros de LACNIC. Se a fonte do pedido de transferência estiver dentro de uma região cujas políticas RIR permitem a transferência de endereços para LACNIC, LACNIC aceitará a verificação do RIR da fonte de que a fonte é o titular desse bloco. O solicitante aprovado e a organização que transfere os recursos deverão apresentar a LACNIC uma cópia do documento legal que respalde a transferência.

• O conteúdo da seção 2.3.2.18.4 é substituído por: LACNIC manterá um registro de transferências de acesso público de todas as transferências de blocos de endereços IPv4 registradas em LACNIC. Esse registro deverá especificar a data de cada transação, a organização da qual a transferência se originou, o RIR de origem, a organização receptora e o bloco transferido.

• O conteúdo da seção 2.3.2.18.6 é substituído por: Um bloco previamente transferido sob esta política não poderá ser subseqüentemente transferido durante um período de um ano a partir da data de operação assentada no registro de transferências. O mesmo é aplicável para seus sub-blocos, isto é, blocos que agrupem um subconjunto dos endereços IPv4 contidos no bloco.

Recomendação:
• O título atual da seção 2.3.2.18 do manual é: "Transferências de blocos IPv4 dentro da região LACNIC". Porém, as alterações propostas dentro da seção permitiriam que as transferências pudessem ser tanto dentro da região quanto fora da região em forma unidirecional para LACNIC. Recomenda-se alterar o título desta seção para que represente corretamente o seu conteúdo, ou criar uma nova seção exclusiva para transferências Inter RIR (unidirecional).
• Na seção 2.3.2.18.4 trocar a palavra “transação” por “operação”.

COMENTÁRIOS DOS OUTROS RIR SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DESTA POLÍTICA
--------------------------------------------------------------------------------
IMPORTANTE: Estes comentários têm validade no dia de hoje (abril de 2017) No entanto, isso poderia mudar se novas políticas forem implementadas no futuro.

RIPE NCC: As transferências com a região de RIPE estariam permitidas.

APNIC: As transferências com a região de APNIC estariam permitidas.

AFRINIC: Não há políticas de transferências entre diferentes RIR, de modo que estas transferências não seriam permitidas.

ARIN: A política de ARIN sobre transferências entre diferentes RIR diz que as transferências inter-regionais só poderão ser feitas através de RIR que aceitem a transferência e compartilhem políticas recíprocas, compatíveis e com base na necessidade (“Inter-regional transfers may take place only via RIRs who agree to the transfer and share reciprocal, compatible, needs-based policies.”)

A palavra “recíproca” evita que ARIN seja compatível com as políticas unidirecionais propostas por AFRINIC ou LACNIC.
Há uma versão de Política recente que aborda essa questão. Esta versão está hoje em discussão e poderia afetar a compatibilidade de ARIN no futuro. Se você quiser manter-se a par desta discussão: https://www.arin.net/policy/proposals/2017_4.html

Implementação da proposta
----------------------------
Para a implementação desta proposta teria de articular mudanças nos sistemas em coordenação com o RIR, para que, na hora da proposta ser implementada, suas políticas sejam compatíveis para realizar transferências tal como estabelecido na presente proposta.

Impacto da política no sistema de registro e endereçamento
------------------------------------------------------------
Esta proposta implicaria ajustes nos diferentes sistemas de LACNIC.